Alfabetização  como processo discursivo, A - 30 anos de A criança na fase inicial da escrita
Passe o mouse na imagem para ver detalhes + Ampliar

Alfabetização como processo discursivo, A - 30 anos de A criança na fase inicial da escrita

Cecília Goulart, Cláudia Maria Mendes Gontijo, Norma Sandra de Almeida Ferreira
  • Cód: 9788524925320

por R$ 54,00  

Disponível em Estoque. Entrega em 2 dias úteis para a cidade de São Paulo (para pedidos efetuados até as 11h; após este horário, entrega em 3 dias úteis).

Outras localidades: Grande São Paulo e Interior de SP: de 2 a 4 dias úteis. Outras Capitais: de 2 a 4 dias úteis. Interior de Outros Estados: de 5 a 15 dias úteis. Os pedidos serão atendidos conforme a disponibilidade de estoque.

  • Cortez Editora
  • Organizador: Cecília Goulart, Cláudia Maria Mendes Gontijo, Norma Sandra de Almeida Ferreira
  • ISBN: 9788524925320
  • Número de páginas: 224
  • Formato: 16.00 x 23.00
  • Peso: 370 gramas

SINOPSE Este livro reúne dez textos que pretendem relembrar, comemorar, ressignificar a obra inaugural A criança na fase inicial da escrita: a alfabetização como processo discursivo, de Ana Luiza Bustamante Smolka, publicada em 1988. Livro que, em três décadas, se constituiu em importante referência bibliográfica para a área de alfabetização, fundamentando estudos, pesquisas, propostas curriculares, concursos e práticas, e professores atuantes em diferentes segmentos da escola básica e pesquisadores da área de educação e psicologia, entre outras. Foram convidadas pesquisadoras que estabeleceram vínculos acadêmicos com a autora em algum período de suas vidas e produziram textos em que buscam destacar a relevância da tese de Smolka, por seus resultados contundentes, por sua originalidade, por sua rigorosa e vigorosa base teórico-metodológica, por seu compromisso com a alfabetização e a educação brasileira e por sua relevante contribuição à área da alfabetização e do discurso.

Cláudia Maria Mendes Gontijo

Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas.
Publicações: O processo de alfabetização: novas contribuições (Martins Fontes); A criança e a linguagem escrita (Editora Autores Associados); A escrita infantil (Cortez Editora); Alfabetização: políticas mundiais e movimentos nacionais (Autores Associados)
Integrante da linha de pesquisa Educação e linguagens do Programa de Pós-Graduação em Educação – Ufes e integrante do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Alfabetização, Leitura e Escrita do Espírito Santo (Nepales)

Norma Sandra de Almeida Ferreira

Professora livre docente da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (FE-UNICAMP). Coordenadora do grupo de pesquisa Alfabetização, Leitura e Escrita/ Trabalho Docente na Formação Inicial. (ALLE/AULA - FE/Unicamp). Foi presidente da diretoria da Associação de Leitura do Brasil (ALB) (biênio 2009-2010) e membro da Diretoria Associação Brasileira de Alfabetização (ABAlf), 2012-2014. Principais livros publicados: Um estudo sobre “Versos para os pequeninos”, manuscrito de João Köpke, Campinas, SP, Mercado de Letras, 2017, apoio FAPESP; O texto na sala de aula: um clássico sobre o ensino de lingua portuguesa(co-Org.); Leitura, cultura, infância: Lobato (Org.) São Paulo: Global/Campinas: ALB, 2011; Livros, catálogos, revistas e sites para o universo escolar. (Org.) Campinas: Mercado de Letras: ALB, 2006, apoio Fapesp; A pesquisa em leitura no Brasil: 1980-1995. Campinas: Komedi: Arte Escrita, 2001.
Este livro reúne dez textos que pretendem relembrar, comemorar, ressignificar a obra inaugural A criança na fase inicial da escrita: a alfabetização como processo discursivo, de Ana Luiza Bustamante Smolka, publicada em 1988. Livro que, em três décadas, se constituiu em importante referência bibliográfica para a área de alfabetização, fundamentando estudos, pesquisas, propostas curriculares, concursos e práticas, e professores atuantes em diferentes segmentos da escola básica e pesquisadores da área de educação e psicologia, entre outras. Foram convidadas pesquisadoras que estabeleceram vínculos acadêmicos com a autora em algum período de suas vidas e produziram textos em que buscam destacar a relevância da tese de Smolka, por seus resultados contundentes, por sua originalidade, por sua rigorosa e vigorosa base teórico-metodológica, por seu compromisso com a alfabetização e a educação brasileira e por sua relevante contribuição à área da alfabetização e do discurso.