Aprender a cuidar: diálogos entre saúde e educação infantil
Passe o mouse na imagem para ver detalhes + Ampliar

Aprender a cuidar: diálogos entre saúde e educação infantil

Erica Dumont Pena, Isabel de Oliveira e Silva
  • Cód: 9788524926860

Confira algumas páginas

por R$ 36,00  

Disponível em Estoque. Entrega em 2 dias úteis para a cidade de São Paulo (para pedidos efetuados até as 11h; após este horário, entrega em 3 dias úteis).

Outras localidades: Grande São Paulo e Interior de SP: de 2 a 4 dias úteis. Outras Capitais: de 2 a 4 dias úteis. Interior de Outros Estados: de 5 a 15 dias úteis. Os pedidos serão atendidos conforme a disponibilidade de estoque.

  • Cortez Editora
  • Coleção: Coleção Educação & Saúde
  • Autor: Erica Dumont Pena, Isabel de Oliveira e Silva
  • ISBN: 9788524926860
  • Número de páginas: 120
  • Formato: 14.00 x 21.00
  • Peso: 140 gramas

SINOPSE O livro trata das aprendizagens de cuidado com o outro. As histórias de duas mulheres, da infância à vida adulta, dão concretude à consubstancialidade das relações de gênero, classe social e raça e revelam fronteiras e tensões centrais para a prática de cuidado, compreendido como uma relação social cujo objeto é o outro. Estão presentes as ambiguidades das aprendizagens no contexto de ausência de cuidado e de violência na infância, esta marcada também por brincadeiras e possibilidades de resistência e superação.
O livro revela que a aprendizagem do cuidado pode ocorrer em tenra idade e seus fins extrapolam os objetivos instrumentais, desvelando práticas e símbolos de um saber-fazer constituído na socialização das mulheres, o que envolve a responsabilidade, o altruísmo, mas também a violência e a raiva, atitudes de distanciamento pouco evidenciadas nos estudos sobre essa temática.

O livro trata das aprendizagens de cuidado com o outro. As histórias de duas mulheres, da infância à vida adulta, dão concretude à consubstancialidade das relações de gênero, classe social e raça e revelam fronteiras e tensões centrais para a prática de cuidado, compreendido como uma relação social cujo objeto é o outro. Estão presentes as ambiguidades das aprendizagens no contexto de ausência de cuidado e de violência na infância, esta marcada também por brincadeiras e possibilidades de resistência e superação.
O livro revela que a aprendizagem do cuidado pode ocorrer em tenra idade e seus fins extrapolam os objetivos instrumentais, desvelando práticas e símbolos de um saber-fazer constituído na socialização das mulheres, o que envolve a responsabilidade, o altruísmo, mas também a violência e a raiva, atitudes de distanciamento pouco evidenciadas nos estudos sobre essa temática.