Brincar na educação infantil - uma história que se repete
Passe o mouse na imagem para ver detalhes + Ampliar

Brincar na educação infantil - uma história que se repete

Gisela Wajskop
  • Cód: 9788524916885

por R$ 36,00  

Disponível em Estoque. Entrega em 2 dias úteis para a cidade de São Paulo (para pedidos efetuados até as 11h; após este horário, entrega em 3 dias úteis).

Outras localidades: Grande São Paulo e Interior de SP: de 2 a 4 dias úteis. Outras Capitais: de 2 a 4 dias úteis. Interior de Outros Estados: de 5 a 15 dias úteis. Os pedidos serão atendidos conforme a disponibilidade de estoque.

  • Cortez Editora
  • Coleção: Nova Coleção Questões da Nossa Época
  • Autor: Gisela Wajskop
  • ISBN: 9788524916885
  • Número de páginas: 128
  • Formato: 14.00 x 21.00
  • Peso: 170 gramas

SINOPSE Este livro discute o espaço que a escola pública tem reservado à brincadeira. Baseia-se na reflexão dos dados obtidos e nas cenas observadas em uma escola na cidade de São Paulo. Os resultados do presente trabalho podem ajudar a esclarecer as concepções de brincar e criança que têm permeado as diversas práticas atuais e suas implicações educativas. Pretende, ainda, participar no debate e reflexão sobre uma prática educativa infantil baseada na brincadeira como forma de interação social e como linguagem que promove a criatividade e a imaginação das crianças.

Gisela Wajskop

Gisela Wajskop é socióloga (USP), mestre (PUCSP) e doutora (FEUSP) em educação. Além de atuar há quase 20 anos no ensino superior, como formadora de docentes, Gisela integrou a equipe de consultures que elaborou os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs). Foi a Coordenadora Nacional de Educação Infantil, no período em que os Referenciais Curriculares Nacionais para a Educação Infantil foram concebidos, escritos, publicados e distribuídos para todos os educadores e professores de educação infantil em nosso país. Proferiu palestras e ministrou cursos por todo o Brasil, a respeito da importância da brincadeira como a linguagem constitutiva da infância e, por isso mesmo, conteúdo de ensino na educação infantil. Atualmente, é diretora-geral acadêmica do Instituto Superior de Educação de São Paulo - Singularidades, do qual foi fundadora há dez anos e onde continua sua luta pela garantia de uma educação de qualidade por meio da inclusão de conteúdos relativos ao direito da criança ao brincar na formação dos professores.
Este livro discute o espaço que a escola pública tem reservado à brincadeira. Baseia-se na reflexão dos dados obtidos e nas cenas observadas em uma escola na cidade de São Paulo. Os resultados do presente trabalho podem ajudar a esclarecer as concepções de brincar e criança que têm permeado as diversas práticas atuais e suas implicações educativas. Pretende, ainda, participar no debate e reflexão sobre uma prática educativa infantil baseada na brincadeira como forma de interação social e como linguagem que promove a criatividade e a imaginação das crianças.