Descobrindo a arqueologia - o que os mortos podem nos contar sobre a vida?
Passe o mouse na imagem para ver detalhes + Ampliar

Descobrindo a arqueologia - o que os mortos podem nos contar sobre a vida?

Cecília Petronilho, Luis Pezo Lanfranco, Sabine Eggers
  • Cód: 9788524921643

por R$ 59,00  

Disponível em Estoque. Entrega em 2 dias úteis para a cidade de São Paulo (para pedidos efetuados até as 11h; após este horário, entrega em 3 dias úteis).

Outras localidades: Grande São Paulo e Interior de SP: de 2 a 4 dias úteis. Outras Capitais: de 2 a 4 dias úteis. Interior de Outros Estados: de 5 a 15 dias úteis. Os pedidos serão atendidos conforme a disponibilidade de estoque.

  • Cortez Editora
  • Autor: Cecília Petronilho, Sabine Eggers, Luis Pezo Lanfranco
  • Ilustrador: Alecsandra Fernandes
  • ISBN: 9788524921643
  • Número de páginas: 108
  • Formato: 21.00 x 28.00
  • Peso: 170 gramas

SINOPSE A partir da tristeza de duas crianças, que sentem a perda de um pequeno jabuti, o leitor mergulha na sabedoria e curiosidade do avô e seus netos, que vão juntos descobrir, nas histórias arqueológicas, como os povos de diferentes épocas e lugares viviam, e como eram seus rituais de sepultamento.

Cecília Petronilho

Cecília Patronilho, é natural de Curituba, nascida em 1979, fez Bacharelado (conclusão em 2003) e Licenciatura (conclusão em 2004) Plena em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo (USP). Mestrado pelo Laboratório de Antropologia Biológica (IB/USP) – conclusão em 2005. Entre 2007 e 2011 foi professora titular de Ciências Naturais na rede municipal de Embu das Artes. Trabalhou com o ensino fundamental II regular e Educação de Jovens e Adultos (EJA). Entre 2008 e 2011 realizou o Curso de Formação em Psicanálise pelo Centro de Estudos Psicanalíticos (CEP). Atualmente é aluna do curso do curso Psicopatologia Psicanalítica e Clínica Contemporânea do Instituto Sedes Sapientiae e faz Formação Prática no Lugar de Vida (instituição psicanalítica voltada para crianças). Trabalha como assistente técnica para professora Sabine Eggers há um ano e meio, contribuindo com a rotina do Laboratório.

Luis Pezo Lanfranco

Luis Pezo Lanfranco, natural de Junin-Peru, nascido no ano de 1972. Bacharelado em Odontologia (conclusão 1998) pela Universidad Nacional Mayor de San Marcos (UNMSM)-Lima. Bacharelado e Licenciatura em Ciências Sociais-Arqueologia (conclusão em 2007) pela UNMSM-Lima. Especialista em Antropologia Forense pela UNMSM-Lima. Mestrado em Genética e Biologia Evolutiva pelo Laboratório de Antropologia Biológica (IB/USP) – conclusão em 2010. Atualmente éCandidato a Doutor (2° ano de doutorado) no Departamento de Genética e Biologia Evolutiva do Instituto de Biociências da USP.

Sabine Eggers

Sabine Eggers, possui graduação em Ciências Biológicas pelo Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (1982), graduação em Biologia Humana pela Universidade de Viena (1986), mestrado em Biologia Humana pela Universidade de Viena (1989), doutorado em Ciências Biológicas (Biologia Genética) pela Universidade de São Paulo (1996) e pós doutorado em Paleopatologia pela Universidade de São Paulo (1998). Atualmente é profa dra da Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Biologia Geral (Antropologia Médica), com ênfase em Bioarqueologia de Populações das costas Atlantica e Pacífica e Patoecologia da Síndrome do Ovário Policístico (SOP). Atua principalmente nos seguintes temas: sambaqui, formativo peruano, paleopatologia, osteologia, paleodieta e pre-historia sul-americana, assim como qualidade de vida e evolução da SOP.
.
A partir da tristeza de duas crianças, que sentem a perda de um pequeno jabuti, o leitor mergulha na sabedoria e curiosidade do avô e seus netos, que vão juntos descobrir, nas histórias arqueológicas, como os povos de diferentes épocas e lugares viviam, e como eram seus rituais de sepultamento.