Destruição em massa - geopolítica da fome
Passe o mouse na imagem para ver detalhes + Ampliar

Destruição em massa - geopolítica da fome

Jean Ziegler
  • Cód: 9788524920288

por R$ 56,00  

Disponível em Estoque. Entrega em 2 dias úteis para a cidade de São Paulo (para pedidos efetuados até as 11h; após este horário, entrega em 3 dias úteis).

Outras localidades: Grande São Paulo e Interior de SP: de 2 a 4 dias úteis. Outras Capitais: de 2 a 4 dias úteis. Interior de Outros Estados: de 5 a 15 dias úteis. Os pedidos serão atendidos conforme a disponibilidade de estoque.

  • Cortez Editora
  • Autor: Jean Ziegler
  • Tradutor: José Paulo Netto
  • ISBN: 9788524920288
  • Número de páginas: 336
  • Formato: 16.00 x 23.00
  • Peso: 480 gramas

SINOPSE Este livro de Jean Ziegler é muito mais que um retrato fiel das condições de vida dos condenados da terra ou uma vigorosa denúncia do papel funesto desempenhado, em todo mundo, pelas corporações transnacionais no agro. Trata-se de uma obra rigorosa que demonstra o caráter destrutivo (em termos ambientais e socioecônomicos) do modelo de agricultura capitalista monopolista que está em curso em todo mundo e que, no Brasil, chamamos de agronegócio. João Pedro Stedile

Jean Ziegler

Jean Ziegler nasceu na Suiça (Thum, 19 de abril de 1934), frequentou as Universidades de Berna e Genebra, faz-se duplamente doutor (Direito e Sociologia), exerceu a docência em seu país e na França (Genebra, Sorbonne e Grenoble) e articulou o seu profícuo trabalho intelectual (expresso também em mais de 20 livros, traduzidos em vários idiomas) com uma ativa intervenção política (foi membro do Parlamento suíço entre 1981 e 1999). Ziegler, um social democrata consequente, sempre se caracterizou por pensar o mundo. Ainda na Universidade de Genebra, criou um laboratório de Sociologia voltado para o estudo do que então se denominava Terceiro Mundo. No parlamento, presidiu o grupo ''Suiça-terceiro mundo''. Publicista, denunciou a banca de seu país como engrenagem funcional ao sistema internacional de negócios escusos (inclusive os ligados à corrupção política do bas fond capitalista). Pensando o mundo, Ziegler tornou-se um cidadão do mundo: entre 2000 e 2008, consultor da ONU, foi o corajoso relator do ''Direito à alimentação" e, depois, eleito para o Conselho de Direitos Humanos da instituição.
Este livro de Jean Ziegler é muito mais que um retrato fiel das condições de vida dos condenados da terra ou uma vigorosa denúncia do papel funesto desempenhado, em todo mundo, pelas corporações transnacionais no agro. Trata-se de uma obra rigorosa que demonstra o caráter destrutivo (em termos ambientais e socioecônomicos) do modelo de agricultura capitalista monopolista que está em curso em todo mundo e que, no Brasil, chamamos de agronegócio. João Pedro Stedile