Dimensão subjetiva da realidade, A - uma leitura socio-histórica
Passe o mouse na imagem para ver detalhes + Ampliar

Dimensão subjetiva da realidade, A - uma leitura socio-histórica

Ana Mercês Bahia Bock, Maria da Graça M. Gonçalves
  • Cód: 9788524915444

Disponível em Estoque. Entrega em 2 dias úteis para a cidade de São Paulo (para pedidos efetuados até as 11h; após este horário, entrega em 3 dias úteis).

Outras localidades: Grande São Paulo e Interior de SP: de 2 a 4 dias úteis. Outras Capitais: de 2 a 4 dias úteis. Interior de Outros Estados: de 5 a 15 dias úteis. Os pedidos serão atendidos conforme a disponibilidade de estoque.

  • Cortez Editora
  • Organizador: Ana Mercês Bahia Bock, Maria da Graça M. Gonçalves
  • ISBN: 9788524915444
  • Número de páginas: 160
  • Formato: 16.00 x 23.00
  • Peso: 250 gramas

SINOPSE A partir da dialética subjetividade-objetividade pode se falar em dimensão subjetiva da realidade na medida em que se entende que a subjetividade é individual, mas constituída socialmente, a partir de um processo objetivo, com conteúdo histórico. Por outro lado, a realidade social é construída históricamente, em um processo que se dá entre o plano subjetivo e objetivo. A base material agrega subjetividade, a partir da ação do sujeito sobre ela, aí esta sua historicidade. Por isso, não é possível se falar da realidade sem considerar o sujeito que a constitui e ao mesmo tempo é constituído por ela.

Ana Mercês Bahia Bock

Ana Mercês Bahia Bock, é Psicóloga, possui graduação em Psicologia (1975), mestrado (1991) e doutorado (1997)em Psicologia Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Atualmente é professora titular da mesma Universidade, onde ministra aulas no curso de graduação em Psicologia e no curso de Pós-Graduação em Psicologia da Educação. Tem várias publicações como organizadora, autora ou co-autora. Particpa de comissões editoriais de várias revistas na área de Psicologia. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia Sócio Histórica, atuando e pesquisando principalmente nos seguintes temas: psicologia, educação, psicologia sócio-histórica, profissão e compromisso social e dimensão subjetiva da desigualdade social. Coordena grupo de pesquisa: A Dimensão Subjetiva da Desigualdade Social: suas diversas expressões.Foi presidente do Conselho Federal de Psicologia por três gestões. Preside o Instituto Silvia Lane -Psicologia e Compromisso Social.

Maria da Graça M. Gonçalves

Professora assistente-doutora do Departamento de Psicologia Social da PUC-SP; doutora em Psicologia Social pela PUC-SP; professora da graduação em Psicologia na Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde da PUC-SP, nas disciplinas de Psicologia Social, Métodos de Pesquisa e Psicologia e Políticas Públicas. Pesquisadora do grupo de pesquisa CNPq "A dimensão subjetiva da desigualdade social e suas diversas expressões". Membro do Instituto Silvia Lane: Psicologia e Compromisso Social.
A partir da dialética subjetividade-objetividade pode se falar em dimensão subjetiva da realidade na medida em que se entende que a subjetividade é individual, mas constituída socialmente, a partir de um processo objetivo, com conteúdo histórico. Por outro lado, a realidade social é construída históricamente, em um processo que se dá entre o plano subjetivo e objetivo. A base material agrega subjetividade, a partir da ação do sujeito sobre ela, aí esta sua historicidade. Por isso, não é possível se falar da realidade sem considerar o sujeito que a constitui e ao mesmo tempo é constituído por ela.