Educação Infantil
Passe o mouse na imagem para ver detalhes + Ampliar

Educação Infantil

Zilma de Ramos de Oliveira
  • Cód: 9788524927560

Confira algumas páginas

por R$ 63,00 3x de R$ 21,00 sem juros  

Disponível em Estoque. Entrega em 2 dias úteis para a cidade de São Paulo (para pedidos efetuados até as 11h; após este horário, entrega em 3 dias úteis).

Outras localidades: Grande São Paulo e Interior de SP: de 2 a 4 dias úteis. Outras Capitais: de 2 a 4 dias úteis. Interior de Outros Estados: de 5 a 15 dias úteis. Os pedidos serão atendidos conforme a disponibilidade de estoque.

  • Cortez Editora
  • Autor: Zilma de Ramos de Oliveira
  • ISBN: 9788524927560
  • Número de páginas: 206
  • Formato: 16.00 x 23.00
  • Peso: 320 gramas

SINOPSE Esta nova edição revista, atualizada e ampliada, após a aprovação de uma Base Nacional Comum Curricular (BNCC), propôs para a Educação Infantil o desafio de manter a especificidade e a identidade estabelecidas na fase de elaboração de situações educativas mediadores da aprendizagem e do desenvolvimento das crianças que fossem diversas das organizações curriculares referentes às demais etapas de ensino.
O presente conteúdo apoia-se nas Diretrizes Curriculares Nacionais para Eduicação Infantil (DNCEI) e em ampla literatura que vem sendo criada, estudada e divulgada na área, devendo servir de material de referência para a construção de programas curriculares pelos sistemas de ensino e de currículos pelas escolas de educação Infantil.
Vale a pena examinar este conteúdo criticamente e planejar novas formas de atuação com as crianças, considerando-as seres ativos desde a o nascimento e orientadas por sentidos construídos por elas em sua relação com diferentes parceiros em, práticas sociais cotidianas. Isso estimula a necessidade da revisão de paradigma, rotinas olhares.
Acima de tudo, tal reflexão é um convite para se pensar nas situações corriqueiras como vivências enriquecedoras das crianças e dos professores, descartando uma perspectiva de trabalhar por disciplinas escolares e propondo uma atuação efetiva em campos de experiências transdisciplinares.

Zilma de Ramos de Oliveira

Zilma de Moraes Ramos de Oliveira é pedagoga pela USP, mestre em Psicologia da Educação pela PUC-SP, doutora em Psicologia pelo Instituto de Psicologia da USP e livre-docente em Psicologia do Desenvolvimento pela FFCL de Ribeirão Preto - USP. Foi professora do ensino fundamental e médio, assistente pedagógica do Ginásio Estadual da Pedreira, São Paulo, e orientadora educacional da Escola Experimental Vera Cruz. Foi secretária municipal de Educação de Ribeirão Preto, chefe de Gabinete da Secretaria de Estado da Educação de São Paulo e diretora de Projetos Especiais da Fundação para o Desenvolvimento da Educação. Sua maior experiência, contudo, é como pesquisadora da área de Educação Infantil e como professora universitária, tendo sido professora doutora da Faculdade de Educação da USP e professora associada junto ao Departamento de Psicologia e Educação da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto-USP. Foi membro do Conselho Estadual de Educação de São Paulo, assessora do Conselho Nacional de Educação e é membro do Conselho Municipal de Educação de São Paulo.
Esta nova edição revista, atualizada e ampliada, após a aprovação de uma Base Nacional Comum Curricular (BNCC), propôs para a Educação Infantil o desafio de manter a especificidade e a identidade estabelecidas na fase de elaboração de situações educativas mediadores da aprendizagem e do desenvolvimento das crianças que fossem diversas das organizações curriculares referentes às demais etapas de ensino.
O presente conteúdo apoia-se nas Diretrizes Curriculares Nacionais para Eduicação Infantil (DNCEI) e em ampla literatura que vem sendo criada, estudada e divulgada na área, devendo servir de material de referência para a construção de programas curriculares pelos sistemas de ensino e de currículos pelas escolas de educação Infantil.
Vale a pena examinar este conteúdo criticamente e planejar novas formas de atuação com as crianças, considerando-as seres ativos desde a o nascimento e orientadas por sentidos construídos por elas em sua relação com diferentes parceiros em, práticas sociais cotidianas. Isso estimula a necessidade da revisão de paradigma, rotinas olhares.
Acima de tudo, tal reflexão é um convite para se pensar nas situações corriqueiras como vivências enriquecedoras das crianças e dos professores, descartando uma perspectiva de trabalhar por disciplinas escolares e propondo uma atuação efetiva em campos de experiências transdisciplinares.