Educação Infantil do campo
Passe o mouse na imagem para ver detalhes + Ampliar

Educação Infantil do campo

Ana Paula Soares da Silva, Jaqueline Pasuch, Juliana Bezzon da Silva
  • Cód: 9788524919473

por R$ 54,00  

Disponível em Estoque. Entrega em 2 dias úteis para a cidade de São Paulo (para pedidos efetuados até as 11h; após este horário, entrega em 3 dias úteis).

Outras localidades: Grande São Paulo e Interior de SP: de 2 a 4 dias úteis. Outras Capitais: de 2 a 4 dias úteis. Interior de Outros Estados: de 5 a 15 dias úteis. Os pedidos serão atendidos conforme a disponibilidade de estoque.

  • Cortez Editora
  • Coleção: Coleção Docência em Formação
  • Autor: Ana Paula Soares da Silva, Jaqueline Pasuch, Juliana Bezzon da Silva
  • ISBN: 9788524919473
  • Número de páginas: 272
  • Formato: 16.00 x 23.00
  • Peso: 400 gramas

SINOPSE Esta obra nos provoca a refletir sobre o complexo e delicado tema da Educação Infantil de bebês e crianças residentes em áreas rurais. Faz dialogar acúmulos legais, teóricos e práticos da Educação Infantil e da educação dos povos do campo, compondo o movimento, recentemente iniciado no País, de aproximação entre pesquisadores e movimentos sociais e sindicais destas duas áreas. Compartilha experiências e práticas com professores e professoras, reconhecendo-os como sujeitos ativos no processo de construção da identidade de Educação Infantil do campo.

Ana Paula Soares da Silva

Ana Paula Soares da Silva é psicóloga e professora da área de Psicologia do Desenvolvimento e Educação Infantil da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto/Universidade de São Paulo (FFCLRP-USP). Coordena o subgrupo de pesquisa Subjetividade, Educação e Infância nos Territórios Rurais e da Reforma Agrária (Seiterra), vinculado ao Centro de Investigações sobre Desenvolvimento Humano e Educação Infantil (Cindedi-USP). Desenvolve atividades de pesquisa, ensino e extensão em áreas de assentamento rural e orienta alunos de mestrado e doutorado no Programa de Pós-Graduação em Psicologia da FFCLRP-USP. Participou da coordenação do Grupo de Trabalho Orientações Curriculares para a Educação Infantil do Campo, instituído pela Coedi/SEB/MEC, em 2010. Foi membro da Diretoria da Associação Brasileira de Psicologia do Desenvolvimento (ABPD) na gestão 2010-2012. Participou da equipe de coordenação da Pesquisa Nacional Caracterização das práticas educativas com crianças de zero a seis anos residentes em áreas rurais (MEC/UFRGS).

Jaqueline Pasuch

Jaqueline Pasuch é pedagoga, com mestrado e doutorado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). É professora do Departamento de Pedagogia da Universidade do Estado de Mato Grasso, campus de Sinop (MT). Coordena o Grupo de Pesquisa Diversidades Educacionais no contexto da Amazônia Legal Mato-grossense (Unemat/CNPq), desenvolvendo projetos de pesquisa e extensão, e o Fórum Mato-grossense de Educação Infantil (Mieib). Participou da coordenação do Grupo de Trabalho Orientações Curriculares Nacionais para a Educação Infantil do Campo (MEC/SEB-Coedi e Secad/CGEC). Participou da equipe de coordenação da Pesquisa Nacional Caracterização das práticas educativas com crianças de zero a seis anos residentes em áreas rurais (MEC/UFRGS).

Juliana Bezzon da Silva

Juliana Bezzon da Silva é graduada em Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP). Mestranda em Psicologia, área Psicologia do Desenvolvimento e Educação Infantil, pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto/Universidade de São Paulo. Membro do Centro de Investigações sobre Desenvolvimento Humano e Educação Infantil (Cindedi-USP-RP). Atua nas áreas de Educação Infantil, com ênfase em Educação em Territórios Rurais/ Educação Infantil do campo; formação de educadores infantis; infância e práticas educativas em movimentos sociais ligados à reforma agrária.
Esta obra nos provoca a refletir sobre o complexo e delicado tema da Educação Infantil de bebês e crianças residentes em áreas rurais. Faz dialogar acúmulos legais, teóricos e práticos da Educação Infantil e da educação dos povos do campo, compondo o movimento, recentemente iniciado no País, de aproximação entre pesquisadores e movimentos sociais e sindicais destas duas áreas. Compartilha experiências e práticas com professores e professoras, reconhecendo-os como sujeitos ativos no processo de construção da identidade de Educação Infantil do campo.