Ensino médio integrado - concepção e contradições
Passe o mouse na imagem para ver detalhes + Ampliar

Ensino médio integrado - concepção e contradições

Eliza Bartolozzi Ferreira, Gaudêncio Frigotto, Maria Ciavatta Pantoja Franco, Marise Nogueira Ramos, Sandra Garcia, Vera Corrêa
  • Cód: 9788524919855

Disponível em Estoque. Entrega em 2 dias úteis para a cidade de São Paulo (para pedidos efetuados até as 11h; após este horário, entrega em 3 dias úteis).

Outras localidades: Grande São Paulo e Interior de SP: de 2 a 4 dias úteis. Outras Capitais: de 2 a 4 dias úteis. Interior de Outros Estados: de 5 a 15 dias úteis. Os pedidos serão atendidos conforme a disponibilidade de estoque.

  • Cortez Editora
  • Autor: Eliza Bartolozzi Ferreira, Sandra Garcia, Vera Corrêa
  • Organizador: Gaudêncio Frigotto, Marise Nogueira Ramos, Maria Ciavatta Pantoja Franco
  • ISBN: 9788524919855
  • Número de páginas: 176
  • Formato: 16.00 x 23.00
  • Peso: 280 gramas

SINOPSE Este conjunto de artigos abre o debate teórico e político com todos aqueles que têm o compromisso de tentar reverter a perversa desigualdade social e educacional no pais.O trabalho vincula-se a uma concepção curricular na qual tem lugar a ciência e a cultura, e a escola se reconhece como um "lugar de memória" do que foi para projetar o que pretende ser. O avanço das possibilidades do ensino médio integrado na direção sinalizada nestes textos exige vontade política do Estado, do conjunto da sociedade, mormente, dos sistemas de ensino e de cada escola.

Gaudêncio Frigotto

Gaudêncio Frigotto é mestre e doutor em Educação. Atualmente é professor no Programa de Pós-graduação em Políticas Públicas e Formação Humana da UERJ. É membro do Conselho Latino-Americano de Ciências Sociais (CLACSO) e do Instituto de Pensamento e Cultura (IPECL, México). Autor e coautor de vários livros e de uma centena de artigos publicados no Brasil e exterior. As principais obras publicadas e reeditadas são: A produtividade da escola improdutiva (9ª ed. Cortez, 2010). Educação e crise do capitalismo real (6ª ed. Cortez, 2010). Como organizador: Educação e crise do trabalho: perspectivas de final de século (10ª ed. Vozes, 2011).

Marise Nogueira Ramos

Marise Ramos possui graduação em Licenciatura em Química pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1990), mestrado em Educação pela Universidade Federal Fluminense (1995) e doutorado em Educação pela Universidade Federal Fluminense (2001). Pós-doutorado sendo realizado na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro/Portugal em Etnografia do Conhecimento Profissional. É professora adjunta da Faculdade de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas e Formação Humana da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e professora do Instituto Federal do Rio de Janeiro, atuando como pesquisadora na Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, da Fundação Oswaldo Cruz, onde coordenou o Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional em Saúde (2008-2012). Foi Diretora de Ensino Médio do Ministério da Educação (2003-2004), coordenadora do GT Trabalho e Educação da Anped (2008-2010) e atual representante do mesmo GT no Comitê Científico dessa associação (2011-2012). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação de Adultos, atuando principalmente nos seguintes temas: educação profissional, ensino médio, ensino técnico, reforma da educação profissional e reforma educacional. É bolsista de produtividade do CNPq.
Este conjunto de artigos abre o debate teórico e político com todos aqueles que têm o compromisso de tentar reverter a perversa desigualdade social e educacional no pais.O trabalho vincula-se a uma concepção curricular na qual tem lugar a ciência e a cultura, e a escola se reconhece como um "lugar de memória" do que foi para projetar o que pretende ser. O avanço das possibilidades do ensino médio integrado na direção sinalizada nestes textos exige vontade política do Estado, do conjunto da sociedade, mormente, dos sistemas de ensino e de cada escola.