Escola plural: a diversidade está na sala
Passe o mouse na imagem para ver detalhes + Ampliar

Escola plural: a diversidade está na sala

Maria Nazare Mota de Lima
  • Cód: 9788524919787

por R$ 48,00  

Disponível em Estoque. Entrega em 2 dias úteis para a cidade de São Paulo (para pedidos efetuados até as 11h; após este horário, entrega em 3 dias úteis).

Outras localidades: Grande São Paulo e Interior de SP: de 2 a 4 dias úteis. Outras Capitais: de 2 a 4 dias úteis. Interior de Outros Estados: de 5 a 15 dias úteis. Os pedidos serão atendidos conforme a disponibilidade de estoque.

  • Cortez Editora
  • Organizador: Maria Nazare Mota de Lima
  • ISBN: 9788524919787
  • Número de páginas: 136
  • Formato: 14.00 x 21.00
  • Peso: 170 gramas

SINOPSE Construir uma escola democrática e plural tem sido o desafio dos educadores comprometidos com a transformação social e a superação das desigualdades e iniquidades. Para enfrentá-lo, o desenvolvimento de experiências pedagógicas e sua sistematização constituem-se bases fundamentais. O trabalho aqui apresentado é uma importante contribuição teórica e prática para recolocar a história, a cultura e a identidade do povo negro na sala de aula como um direito não só dos afro-brasileiros, mas de todos os brasileiros.

Maria Nazare Mota de Lima

Maria Nazaré Mota de Lima Possui graduação em Letras Vernáculas pela Universidade Federal da Bahia (1976), Mestrado em Educação pela Universidade Federal da Bahia (1996) e Doutorado em Letras e Lingüística pela Universidade Federal da Bahia (2007). Atualmente é Coordenadora de Projetos do CEAFRO: Educação e Profissionalização para a Igualdade Racial e de Gênero e professora assistente da Universidade do Estado da Bahia. Tem experiência na área de Letras e Lingùística, com ênfase em Linguagem e Diversidade Étnico-Racial.
Construir uma escola democrática e plural tem sido o desafio dos educadores comprometidos com a transformação social e a superação das desigualdades e iniquidades. Para enfrentá-lo, o desenvolvimento de experiências pedagógicas e sua sistematização constituem-se bases fundamentais. O trabalho aqui apresentado é uma importante contribuição teórica e prática para recolocar a história, a cultura e a identidade do povo negro na sala de aula como um direito não só dos afro-brasileiros, mas de todos os brasileiros.