Jogo de papéis - um olhar para as brincadeiras infantis
Passe o mouse na imagem para ver detalhes + Ampliar

Jogo de papéis - um olhar para as brincadeiras infantis

Zilma de Ramos de Oliveira
  • Cód: 9788524917103

Black Friday - 50%
de R$ 48,00por R$ 24,00 Economize R$ 24,00

Disponível em Estoque. Entrega em 2 dias úteis para a cidade de São Paulo (para pedidos efetuados até as 11h; após este horário, entrega em 3 dias úteis).

Outras localidades: Grande São Paulo e Interior de SP: de 2 a 4 dias úteis. Outras Capitais: de 2 a 4 dias úteis. Interior de Outros Estados: de 5 a 15 dias úteis. Os pedidos serão atendidos conforme a disponibilidade de estoque.

  • Cortez Editora
  • Autor: Zilma de Ramos de Oliveira
  • ISBN: 9788524917103
  • Número de páginas: 160
  • Formato: 16.00 x 23.00
  • Peso: 250 gramas

SINOPSE As análises apresentadas neste livro consideram que as crianças desde cedo vivem em seu cotidiano situações plenas de formas de relacionamento interpessoal e de estados afetivos que ligam os parceiros. Tais formas são socialmente constituídas e constituem papéis, que são jogados, no sentido de experienciados, investigados, arriscados como modos de ação, pelas crianças. O jogo de papéis aparece mais claramente nas explorações conjuntas de objetos e nas disputas que as crianças fazem nas brincadeiras de faz de conta. Nelas, elas assumem papéis em vários tipos de interação que se entrecruzam, alternam-se, contagiam-se.

Zilma de Ramos de Oliveira

Zilma de Moraes Ramos de Oliveira é pedagoga pela USP, mestre em Psicologia da Educação pela PUC-SP, doutora em Psicologia pelo Instituto de Psicologia da USP e livre-docente em Psicologia do Desenvolvimento pela FFCL de Ribeirão Preto - USP. Foi professora do ensino fundamental e médio, assistente pedagógica do Ginásio Estadual da Pedreira, São Paulo, e orientadora educacional da Escola Experimental Vera Cruz. Foi secretária municipal de Educação de Ribeirão Preto, chefe de Gabinete da Secretaria de Estado da Educação de São Paulo e diretora de Projetos Especiais da Fundação para o Desenvolvimento da Educação. Sua maior experiência, contudo, é como pesquisadora da área de Educação Infantil e como professora universitária, tendo sido professora doutora da Faculdade de Educação da USP e professora associada junto ao Departamento de Psicologia e Educação da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto-USP. Foi membro do Conselho Estadual de Educação de São Paulo, assessora do Conselho Nacional de Educação e é membro do Conselho Municipal de Educação de São Paulo.
As análises apresentadas neste livro consideram que as crianças desde cedo vivem em seu cotidiano situações plenas de formas de relacionamento interpessoal e de estados afetivos que ligam os parceiros. Tais formas são socialmente constituídas e constituem papéis, que são jogados, no sentido de experienciados, investigados, arriscados como modos de ação, pelas crianças. O jogo de papéis aparece mais claramente nas explorações conjuntas de objetos e nas disputas que as crianças fazem nas brincadeiras de faz de conta. Nelas, elas assumem papéis em vários tipos de interação que se entrecruzam, alternam-se, contagiam-se.