Marxismo ainda é útil? (O)
Passe o mouse na imagem para ver detalhes + Ampliar

Marxismo ainda é útil? (O)

Frei Betto
  • Cód: 9788524927317

Confira algumas páginas

por R$ 29,00  

Disponível em Estoque. Entrega em 2 dias úteis para a cidade de São Paulo (para pedidos efetuados até as 11h; após este horário, entrega em 3 dias úteis).

Outras localidades: Grande São Paulo e Interior de SP: de 2 a 4 dias úteis. Outras Capitais: de 2 a 4 dias úteis. Interior de Outros Estados: de 5 a 15 dias úteis. Os pedidos serão atendidos conforme a disponibilidade de estoque.

  • Cortez Editora
  • Autor: Frei Betto
  • ISBN: 9788524927317
  • Número de páginas: 112
  • Formato: 14.00 x 21.00
  • Peso: 150 gramas

SINOPSE Este livro é uma introdução à análise marxista da sociedade. Foi escrito em linguagem popular.
Em tempos de obscurantismo, é preciso se contrapor àqueles que cometem o grave erro de associar capitalismo e democracia. A análise de Marx comprova que o capitalismo é intrinsecamente nocivo à espécie humana.
Mas o socialismo não fracassou? Ora, não é pelo fato de a Igreja ter promovido a Inquisição que devemos descartar a proposta de Jesus.
Este livro analisa também a queda do Muro de Berlim (1989) e os impasses e perspectivas do socialismo. A pertinência da análise de Marx é, hoje, comprovada pela financeirização da economia, a tensão bélica e a reificação do
ser humano pelo fetiche da mercadoria.
Como frisa a sabedoria africana, até agora escutamos a versão do caçador. Chegou a hora de dar voz ao leão.

Frei Betto

Pequeno resumo do curriculum vitae, em termos de formação acadêmica e científica, funções atuais, publicações etc. FREI BETTO estudou jornalismo, antropologia, filosofia e teologia. É autor (até maio de 2019) 65 livros, dos quais muitos traduzidos no exterior. É assessor de movimentos pastorais e sociais. Ganhou vários prêmios literários e por sua atuação em defesa dos direitos humanos.
Este livro é uma introdução à análise marxista da sociedade. Foi escrito em linguagem popular.
Em tempos de obscurantismo, é preciso se contrapor àqueles que cometem o grave erro de associar capitalismo e democracia. A análise de Marx comprova que o capitalismo é intrinsecamente nocivo à espécie humana.
Mas o socialismo não fracassou? Ora, não é pelo fato de a Igreja ter promovido a Inquisição que devemos descartar a proposta de Jesus.
Este livro analisa também a queda do Muro de Berlim (1989) e os impasses e perspectivas do socialismo. A pertinência da análise de Marx é, hoje, comprovada pela financeirização da economia, a tensão bélica e a reificação do
ser humano pelo fetiche da mercadoria.
Como frisa a sabedoria africana, até agora escutamos a versão do caçador. Chegou a hora de dar voz ao leão.