Mediação e Serviço Social - Um estudo preliminar sobre a categoria teórica e sua apropriação pelo se
Passe o mouse na imagem para ver detalhes + Ampliar

Mediação e Serviço Social - Um estudo preliminar sobre a categoria teórica e sua apropriação pelo se

Reinaldo Nobre Pontes
  • Cód: 9788524924507

Confira algumas páginas

por R$ 52,00  

Disponível em Estoque. Entrega em 2 dias úteis para a cidade de São Paulo (para pedidos efetuados até as 11h; após este horário, entrega em 3 dias úteis).

Outras localidades: Grande São Paulo e Interior de SP: de 2 a 4 dias úteis. Outras Capitais: de 2 a 4 dias úteis. Interior de Outros Estados: de 5 a 15 dias úteis. Os pedidos serão atendidos conforme a disponibilidade de estoque.

  • Cortez Editora
  • Autor: Reinaldo Nobre Pontes
  • ISBN: 9788524924507
  • Número de páginas: 216
  • Formato: 16.00 x 23.00
  • Peso: 320 gramas

SINOPSE O escrito de Reinaldo Nobre Pontes concentra-se no tema "mediação", relacionado à dialética marxista, especialmente dentro da tradição lukacsiana. A mediação aparece na obra como categoria metodológica, não apenas com a capacidade de aprender o rela, mas de modo particular com a capacidade de transformá-lo, revelando as infindáveis relações presentes no movimento contraditório da história. O estudo compõe-se de capítulos bem articulados, em muitas passagens representando reflexões cativantes sobre textos, depoimentos e obras. Chamo a atenção paara a bibliografia bastante especializada, adequadamente distribuída no livro sem excessos, e ainda para o equilibrado relacionamento entre a exposição teórica e o exame de textos, dos depoimentos e demais publicações. Reinaldo Nobre Pontes esclarece teórica e até didaticamente a mediação, põe a descoberta os jargões tão ao gosto da academia, dentre eles a própria mediação, repelindo o discurso vazio e a análise descabida e ligeira. Mesmo assim, o Autor não aplica nem poderia aplicar todo o conjunto teórico exposto ao longo do estudo. Deste conjunto teórico, em que sobressaem os fundamentos conceituais do marxismo, são empolgantes as considerações analíticas relacionadas com G.W.F. Hegel. É inegável que uma obra desta natureza contribui de fato para as investigações no Serviço Social, tornando assim muito mais complicada a pesquisa de suas práticas e muito mais esmeradas as suas discussões. Evaldo Vieira

Reinaldo Nobre Pontes

Reinaldo Nobre Pontes, é Assistente Social (UFPA), Mestre em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Doutor em Sociologia pela Universidad Complutense de Madrid, Professor pesquisador titular da Universidade da Amazônia, Líder do Grupo de Pesquisa Observatório de Violências nas Escolas, Professor do Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente Urbano (Unama). Foi presidente da Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa de Serviço Social (1997-1998).
O escrito de Reinaldo Nobre Pontes concentra-se no tema "mediação", relacionado à dialética marxista, especialmente dentro da tradição lukacsiana. A mediação aparece na obra como categoria metodológica, não apenas com a capacidade de aprender o rela, mas de modo particular com a capacidade de transformá-lo, revelando as infindáveis relações presentes no movimento contraditório da história. O estudo compõe-se de capítulos bem articulados, em muitas passagens representando reflexões cativantes sobre textos, depoimentos e obras. Chamo a atenção paara a bibliografia bastante especializada, adequadamente distribuída no livro sem excessos, e ainda para o equilibrado relacionamento entre a exposição teórica e o exame de textos, dos depoimentos e demais publicações. Reinaldo Nobre Pontes esclarece teórica e até didaticamente a mediação, põe a descoberta os jargões tão ao gosto da academia, dentre eles a própria mediação, repelindo o discurso vazio e a análise descabida e ligeira. Mesmo assim, o Autor não aplica nem poderia aplicar todo o conjunto teórico exposto ao longo do estudo. Deste conjunto teórico, em que sobressaem os fundamentos conceituais do marxismo, são empolgantes as considerações analíticas relacionadas com G.W.F. Hegel. É inegável que uma obra desta natureza contribui de fato para as investigações no Serviço Social, tornando assim muito mais complicada a pesquisa de suas práticas e muito mais esmeradas as suas discussões. Evaldo Vieira