Menina Inezita Barroso, A
Passe o mouse na imagem para ver detalhes + Ampliar

Menina Inezita Barroso, A

Assis Ângelo
  • Cód: 9788524917011

Confira algumas páginas Aprenda com a história

por R$ 48,00  

Disponível em Estoque. Entrega em 2 dias úteis para a cidade de São Paulo (para pedidos efetuados até as 11h; após este horário, entrega em 3 dias úteis).

Outras localidades: Grande São Paulo e Interior de SP: de 2 a 4 dias úteis. Outras Capitais: de 2 a 4 dias úteis. Interior de Outros Estados: de 5 a 15 dias úteis. Os pedidos serão atendidos conforme a disponibilidade de estoque.

  • Cortez Editora
  • Autor: Assis Ângelo
  • Ilustrador: Ciro Fernandes
  • ISBN: 9788524917011
  • Número de páginas: 72
  • Formato: 24.00 x 24.00
  • Peso: 350 gramas

SINOPSE Ricamente ilustrado com a autêntica linguagem dos cordéis brasileiros, o livro traz a doçura da saudade, tão comum como temática das letras das canções caipiras! Passeando por um retrato de São Paulo de quase um século atrás, embarcamos na infância da artista, descobrindo as travessuras típicas de quem se entrega ao cotidiano com paixão e alegria. No percurso, descobrimos grandes mestres e inspirações que passaram pela vida de Inezita.

Assis Ângelo

Assis Ângelo é paraibano de João Pessoa (1952). Iniciou a carreira profissional no jornal O Norte, no final dos anos 1960. Foi colunista e repórter dos jornais A União e Correio da Paraíba. Em meados dos anos 1970, editou o Diário do Agreste, em Caruaru (PE). Em 1976, mudou-se para a capital paulista e, a partir do ano seguinte, trabalhou nos jornais Folha de S. Paulo, Diário Popular e O Estado de S. Paulo. Neste último, ocupou a chefia da editoria de Política, em 1987.
Integrou os quadros das TVs Abril/Vídeo, Manchete e Globo. Foi correspondente, em São Paulo, do Jornal de Brasília e colaborador de inúmeras publicações brasileiras, entre as quais O Pasquim e A Tribuna da Imprensa, do Rio de Janeiro; Movimento, de São Paulo; e CooJornal, de Porto Alegre. Também foi colunista da Agência Estado e um dos criadores da Agência Brasileira de Reportagens (ABR).

Blog do Autor: http://assisangelo.blogspot.com.br/
Ricamente ilustrado com a autêntica linguagem dos cordéis brasileiros, o livro traz a doçura da saudade, tão comum como temática das letras das canções caipiras! Passeando por um retrato de São Paulo de quase um século atrás, embarcamos na infância da artista, descobrindo as travessuras típicas de quem se entrega ao cotidiano com paixão e alegria. No percurso, descobrimos grandes mestres e inspirações que passaram pela vida de Inezita.