Mito da Assistência Social, O - ensaios sobre Estado, Política e sociedade
Passe o mouse na imagem para ver detalhes + Ampliar

Mito da Assistência Social, O - ensaios sobre Estado, Política e sociedade

Ana Elizabete Simões da Mota
  • Cód: 9788524914270

por R$ 58,00  

Disponível em Estoque. Entrega em 2 dias úteis para a cidade de São Paulo (para pedidos efetuados até as 11h; após este horário, entrega em 3 dias úteis).

Outras localidades: Grande São Paulo e Interior de SP: de 2 a 4 dias úteis. Outras Capitais: de 2 a 4 dias úteis. Interior de Outros Estados: de 5 a 15 dias úteis. Os pedidos serão atendidos conforme a disponibilidade de estoque.

  • Cortez Editora
  • Organizador: Ana Elizabete Simões da Mota
  • ISBN: 9788524914270
  • Número de páginas: 256
  • Formato: 16.00 x 23.00
  • Peso: 380 gramas

SINOPSE Esta coletânea trata de algumas das principais polêmicas que revestem o debate sobre o significado das políticas sociais no capitalismo contemporâneo, com destaque para a assistência social. Leitura obrigatória para os que lutam por preservar os acúmulos realizados ao longo dos anos, e que no início do século XXI parecem colocados em risco, pela força avassaladora das novas formas de alienação impostas pelo capital.

Ana Elizabete Simões da Mota

Ana Elizabete Mota é graduada em Serviço Social pela Universidade Federal de Pernambuco (1976), tem mestrado em Serviço Social pela Universidade Federal de Pernambuco (1984), doutorado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1995) e realizou pós-doutorado na Universidade Federal do Rio de Janeiro(2003). É Professora Titular do Departamento de Serviço Social da Universidade Federal de Pernambuco e desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão, além de orientações de trabalhos de conclusão de curso em nível de Graduação e Pós-graduação (Mestrado e Doutorado).
Esta coletânea trata de algumas das principais polêmicas que revestem o debate sobre o significado das políticas sociais no capitalismo contemporâneo, com destaque para a assistência social. Leitura obrigatória para os que lutam por preservar os acúmulos realizados ao longo dos anos, e que no início do século XXI parecem colocados em risco, pela força avassaladora das novas formas de alienação impostas pelo capital.