Necessária renovação do ensino das ciências, A
Passe o mouse na imagem para ver detalhes + Ampliar

Necessária renovação do ensino das ciências, A

Amparo Vilches Peña, Anna Maria Pessoa de Carvalho, Antonio Francisco Cachapuz, Daniel Gil-Pérez, João Praia
  • Cód: 9788524911149

Disponível em Estoque. Entrega em 2 dias úteis para a cidade de São Paulo (para pedidos efetuados até as 11h; após este horário, entrega em 3 dias úteis).

Outras localidades: Grande São Paulo e Interior de SP: de 2 a 4 dias úteis. Outras Capitais: de 2 a 4 dias úteis. Interior de Outros Estados: de 5 a 15 dias úteis. Os pedidos serão atendidos conforme a disponibilidade de estoque.

  • Cortez Editora
  • Organizador: Amparo Vilches Peña, Anna Maria Pessoa de Carvalho, João Praia, Daniel Gil-Pérez, Antonio Francisco Cachapuz
  • ISBN: 9788524911149
  • Número de páginas: 264
  • Formato: 16.00 x 23.00
  • Peso: 380 gramas

SINOPSE Dividido em quatro partes. Na primeira uma educação científica para a sociedade. A segunda analisa as visões deformadas da ciência e da tecnologia transmitidas pelo ensino. A terceira críticas dirigidas a este modelo construtivista de aprendizagem como investigação. Por último, apresenta-se a evolução do status epistemológico da didática das ciências.

Anna Maria Pessoa de Carvalho

Anna Maria Pessoa de Carvalho é licenciada e bacharel em Física pela USP. Fez seu doutoramento em Educação, na área de ensino de ciências na FEUSP. É pesquisadora senior do CNPq, professora da Pós-Graduação em Educação da FEUSP e da Pós-Graduação Interunidades de Ensino de Ciências ambos da USP e coordenadora do Laboratório de Pesquisa e Ensino de Física/LAPEF da FEUSP. Foi dietora da FEUSP no período de 1994-1998. Pertenceu a Diretoria da SBF (Secretária de Ensino) e foi represetante brasileira na International Commission on Physics Education (1991-2000) quando foi eleita secretária por dois mandatos (1994-2000). Foi presidente do Conselho Curador e Diretora Executiva da Fundação de Apoio à Faculdade de Educação - FAFE. Pertenceu aos C.As de Educação do CNPq e da CAPES. É representante brasileira no Conselho Interamericano de Ensino de Física (foi presidente deste Conselho no período de 1991-1993). Pertence a Academia Paulista de Educação.
Dividido em quatro partes. Na primeira uma educação científica para a sociedade. A segunda analisa as visões deformadas da ciência e da tecnologia transmitidas pelo ensino. A terceira críticas dirigidas a este modelo construtivista de aprendizagem como investigação. Por último, apresenta-se a evolução do status epistemológico da didática das ciências.