Niños invisibles, Los : Curso de educación social
Passe o mouse na imagem para ver detalhes + Ampliar

Niños invisibles, Los : Curso de educación social

Bernardo Ortín Pérez
  • Cód: 9788524924606

Confira algumas páginas

por R$ 62,00 2x de R$ 31,00 sem juros  

Disponível em Estoque. Entrega em 2 dias úteis para a cidade de São Paulo (para pedidos efetuados até as 11h; após este horário, entrega em 3 dias úteis).

Outras localidades: Grande São Paulo e Interior de SP: de 2 a 4 dias úteis. Outras Capitais: de 2 a 4 dias úteis. Interior de Outros Estados: de 5 a 15 dias úteis. Os pedidos serão atendidos conforme a disponibilidade de estoque.

  • Cortez Editora
  • Coleção: Coleção AICE
  • Autor: Bernardo Ortín Pérez
  • ISBN: 9788524924606
  • Número de páginas: 256
  • Formato: 15.00 x 23.00
  • Peso: 370 gramas

SINOPSE Este livro aborda um cenário no qual estão presentes grandes dificuldades interpretativas, que são as análises relacionadas à inadaptação social na infância. A obra refere-se às crianças “invisíveis” que permanecem submersas a despeito da crescente ampliação de leis que tentam coibir abusos, negligências e violências, sem contar a utilização do trabalho infantil.

Bernardo Ortín Pérez

Es doctor en filosofía y ciencias de la educación por la universidad de Valencia. Desde 1977 viene dedicándose, en diversos ámbitos, tanto al estudio como a la práctica de todo lo relacionado con la inadaptación social de la infancia. Ha sido educador, formador de profesionales, ha trabajo en la planificación del sector público y como consultor de programas de servicios sociales en España y en América Latina. Formado en distintas disciplinas como la terapia sistémica, el Análisis transaccional, la psiconeuroinmunología, la terapia estratégia, la hipnosis ericksoniana y la programación neutolingüística, desde 1995 realia consultas de orientción, asesoramiento comunicacional y pedagogía creativa, así como progrmaas de formación de terapeutas, educadores y artistas.
Este livro aborda um cenário no qual estão presentes grandes dificuldades interpretativas, que são as análises relacionadas à inadaptação social na infância. A obra refere-se às crianças “invisíveis” que permanecem submersas a despeito da crescente ampliação de leis que tentam coibir abusos, negligências e violências, sem contar a utilização do trabalho infantil.