Pobres, resistência e criação - personagens no encontro da arte com a vida
Passe o mouse na imagem para ver detalhes + Ampliar

Pobres, resistência e criação - personagens no encontro da arte com a vida

Monique Borba Cerquerira
  • Cód: 9788524916205

por R$ 59,00  

Disponível em Estoque. Entrega em 2 dias úteis para a cidade de São Paulo (para pedidos efetuados até as 11h; após este horário, entrega em 3 dias úteis).

Outras localidades: Grande São Paulo e Interior de SP: de 2 a 4 dias úteis. Outras Capitais: de 2 a 4 dias úteis. Interior de Outros Estados: de 5 a 15 dias úteis. Os pedidos serão atendidos conforme a disponibilidade de estoque.

  • Cortez Editora
  • Autor: Monique Borba Cerquerira
  • ISBN: 9788524916205
  • Número de páginas: 160
  • Formato: 16.00 x 23.00
  • Peso: 250 gramas

SINOPSE O desafio pretendido neste livro é desessencializar a questão da pobreza e dos pobres como maquinação capaz de imputar sofrimento, piedade e resignação. A partir da possibilidade da emergência de um novo sujeito ético-político, privilegia-se o campo das artes, onde são destacados da literatura e do cinema personagens a serem analisados: o vagabundo Carlitos, de Charles Chaplin, a mulata Gabriela de Jorge Amado e a nordestina Macabea da obra de Clarisse Lispector. Os personagens revelam a potência dos pobres, configurando formas de resistência e criação que circulam e expandem como novos modos de sentir, pensar e experimentar o mundo, numa perspectiva afirmativa e criadora. Trata-se de um título de interesse para a área de humanidades, com destaque para o serviço social, as ciências sociais e a filosofia.

O desafio pretendido neste livro é desessencializar a questão da pobreza e dos pobres como maquinação capaz de imputar sofrimento, piedade e resignação. A partir da possibilidade da emergência de um novo sujeito ético-político, privilegia-se o campo das artes, onde são destacados da literatura e do cinema personagens a serem analisados: o vagabundo Carlitos, de Charles Chaplin, a mulata Gabriela de Jorge Amado e a nordestina Macabea da obra de Clarisse Lispector. Os personagens revelam a potência dos pobres, configurando formas de resistência e criação que circulam e expandem como novos modos de sentir, pensar e experimentar o mundo, numa perspectiva afirmativa e criadora. Trata-se de um título de interesse para a área de humanidades, com destaque para o serviço social, as ciências sociais e a filosofia.