Serviço Social e o popular, O - resgate teórico-metodológico do Projeto Profissional de Ruptura
Passe o mouse na imagem para ver detalhes + Ampliar

Serviço Social e o popular, O - resgate teórico-metodológico do Projeto Profissional de Ruptura

Maria Ozanira da Silva e Silva
  • Cód: 9788524918520

por R$ 56,00  

Disponível em Estoque. Entrega em 2 dias úteis para a cidade de São Paulo (para pedidos efetuados até as 11h; após este horário, entrega em 3 dias úteis).

Outras localidades: Grande São Paulo e Interior de SP: de 2 a 4 dias úteis. Outras Capitais: de 2 a 4 dias úteis. Interior de Outros Estados: de 5 a 15 dias úteis. Os pedidos serão atendidos conforme a disponibilidade de estoque.

  • Cortez Editora
  • Coordenador: Maria Ozanira da Silva e Silva
  • ISBN: 9788524918520
  • Número de páginas: 376
  • Formato: 14.00 x 21.00
  • Peso: 440 gramas

SINOPSE Este livro resgata a história mais recente do Serviço Social, tomando como marco a década de 70. O percurso explicita o esforço de ruptura com a tradição conservadora que marca a emergência e institucionalização do Serviço Social e a conseqüente superação de uma identidade e legitimidade profissional alicerçada num discurso tradicional e conservador.

Maria Ozanira da Silva e Silva

Maria Ozanira da Silva e Silva é doutora em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Desenvolveu estágio pós-doutoral no Núcleo de Estudos de Políticas Públicas da Universidade Estadual de Campinas. Pesquisadora Nível IA do CNPq. É professora do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), e coordenadora do Grupo de Avaliação e Estudo da Pobreza e de Políticas Direcionadas à Pobreza (Gaepp (www.gaepp.ufma.br), onde vem desenvolvendo pesquisas sobre Políticas Sociais, com destaque à Política de Assistência Social e os Programas de Transferência de Renda. Vem desenvolvendo também estudos no campo da avaliação de políticas e programas sociais. Foi Membro integrante do Comitê Assessor de Psicologia e Serviço Social junto ao CNPq (nas gestões 2003-2005 e 2008-2011); foi representante adjunta da Área de Serviço Social na Capes (gestões 2002-2004; 2005-2007). É autora, coordenadora ou coautora de diversos livros publicados pela Cortez Editora. É também autora de vários capítulos de livros, artigos publicados em periódicos e de trabalhos completos publicados em anais de eventos científicos nacionais e internacionais.
Este livro resgata a história mais recente do Serviço Social, tomando como marco a década de 70. O percurso explicita o esforço de ruptura com a tradição conservadora que marca a emergência e institucionalização do Serviço Social e a conseqüente superação de uma identidade e legitimidade profissional alicerçada num discurso tradicional e conservador.