Serviço social na Defensoria Pública - Potências e resistências
Passe o mouse na imagem para ver detalhes + Ampliar

Serviço social na Defensoria Pública - Potências e resistências

Luiza Aparecida de Barros
  • Cód: 9788524926396

Confira algumas páginas

por R$ 48,00  

Disponível em Estoque. Entrega em 2 dias úteis para a cidade de São Paulo (para pedidos efetuados até as 11h; após este horário, entrega em 3 dias úteis).

Outras localidades: Grande São Paulo e Interior de SP: de 2 a 4 dias úteis. Outras Capitais: de 2 a 4 dias úteis. Interior de Outros Estados: de 5 a 15 dias úteis. Os pedidos serão atendidos conforme a disponibilidade de estoque.

  • Cortez Editora
  • Coleção: Coleção Temas Sociojurídicos
  • Autor: Luiza Aparecida de Barros
  • ISBN: 9788524926396
  • Número de páginas: 144
  • Formato: 16.00 x 23.00
  • Peso: 230 gramas

SINOPSE Com esta obra, Luiza Aparecida de Barros presenteia os profissionais do Sociojurídico, sobretudo os da Defensoria Pública. Parte de sua experiência na Defensoria de São Paulo para discutir o acesso à Justiça e o fenômeno da judicialização da questão social. Com habilidade, desvenda as idiossincrasias dessa instituição, incumbida do acesso à Justiça aos segmentos mais vulneráveis e invisibilizados.
Problematiza a recente inserção do Serviço Social nessa instituição, explorando aspectos como a interdisciplinaridade, as relações internas hierarquizadas e, principalmente, a constituição da identidade do Serviço Social. Conclui pela direção social crítica do trabalho dos assistentes sociais no combate à desigualdade no acesso à Justiça, oferecendo possibilidades para a práxis profissional.

Com esta obra, Luiza Aparecida de Barros presenteia os profissionais do Sociojurídico, sobretudo os da Defensoria Pública. Parte de sua experiência na Defensoria de São Paulo para discutir o acesso à Justiça e o fenômeno da judicialização da questão social. Com habilidade, desvenda as idiossincrasias dessa instituição, incumbida do acesso à Justiça aos segmentos mais vulneráveis e invisibilizados.
Problematiza a recente inserção do Serviço Social nessa instituição, explorando aspectos como a interdisciplinaridade, as relações internas hierarquizadas e, principalmente, a constituição da identidade do Serviço Social. Conclui pela direção social crítica do trabalho dos assistentes sociais no combate à desigualdade no acesso à Justiça, oferecendo possibilidades para a práxis profissional.