Serviço Social na História: América Latina, África e Europa
Passe o mouse na imagem para ver detalhes + Ampliar

Serviço Social na História: América Latina, África e Europa

Maria Carmelita Yazbek, Marilda Villela Iamamoto
  • Cód: 9788524927577

Confira algumas páginas

por R$ 89,00 2x de R$ 44,50 sem juros  

Disponível em Estoque. Entrega em 2 dias úteis para a cidade de São Paulo (para pedidos efetuados até as 11h; após este horário, entrega em 3 dias úteis).

Outras localidades: Grande São Paulo e Interior de SP: de 2 a 4 dias úteis. Outras Capitais: de 2 a 4 dias úteis. Interior de Outros Estados: de 5 a 15 dias úteis. Os pedidos serão atendidos conforme a disponibilidade de estoque.

  • Cortez Editora
  • Organizador: Maria Carmelita Yazbek, Marilda Villela Iamamoto
  • ISBN: 9788524927577
  • Número de páginas: 528
  • Formato: 16.00 x 23.00
  • Peso: 760 gramas

SINOPSE A vultosa coletânea organizada pelas professoras Marilda Iamamoto e Maria Carmelita Yazbek certamente assumirá um lugar de destaque nas bibliotecas e nas mesas de trabalho de assistentes sociais e docentes do Serviço Social, e se tornará leitura obrigatória de todos que desejam conhecer mais profundamente o Serviço Social no mundo. Primeiro, porque oferece uma rara possibilidade de acesso a produções de difícil alcance aos países abaixo da linha do Equador, já que são quase inexistentes as publicações brasileiras ou traduzidas que retratem o Serviço Social em países da Europa, África e mesmo de outros países da América Latina. Segundo, porque finalmente, contribui para preencher uma lacuna no diálogo e interlocução do Serviço Social brasileiro com docentes e profissionais de países de vários continentes. E terceiro, e mais importante, porque ao nos oferecer um panorama da diversidade do Serviço Social no mundo, revela que a pluralidade de formatos forjada nas condições históricas de cada país assenta-se nas particularidades dos processos de (re)produção do capital e da questão social.

Maria Carmelita Yazbek

Maria Carmelita Yazbek é doutora em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Desenvolveu estágio pós-doutoral no Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo na área do pensamento político contemporâneo. É pesquisadora Nível I do CNPq. Foi representante na Área de Serviço Social na Capes em duas gestões (1998 a 2000 e 2005 a 2007). Foi coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social (mestrado e doutorado) no período de 1993 a 2005. Publicou diversos livros pela Cortez Editora.

Marilda Villela Iamamoto

Marilda Villela Iamamoto, é Assistente Social, mestre em Sociologia Rural (USP/ESALQ), doutora em Ciências Sociais (PUC-SP). Professora titular da Faculdade de Serviço Social da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UEJR), e professora aposentada da Escola de Serviço Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); pesquisadora dp CNPq e bolsista do Programa Produtividade em Ciência (Prociência) da UERJ/FAPERJ. É autora de vários livros e ensaios, alguns vertidos para o espanhol.
A vultosa coletânea organizada pelas professoras Marilda Iamamoto e Maria Carmelita Yazbek certamente assumirá um lugar de destaque nas bibliotecas e nas mesas de trabalho de assistentes sociais e docentes do Serviço Social, e se tornará leitura obrigatória de todos que desejam conhecer mais profundamente o Serviço Social no mundo. Primeiro, porque oferece uma rara possibilidade de acesso a produções de difícil alcance aos países abaixo da linha do Equador, já que são quase inexistentes as publicações brasileiras ou traduzidas que retratem o Serviço Social em países da Europa, África e mesmo de outros países da América Latina. Segundo, porque finalmente, contribui para preencher uma lacuna no diálogo e interlocução do Serviço Social brasileiro com docentes e profissionais de países de vários continentes. E terceiro, e mais importante, porque ao nos oferecer um panorama da diversidade do Serviço Social no mundo, revela que a pluralidade de formatos forjada nas condições históricas de cada país assenta-se nas particularidades dos processos de (re)produção do capital e da questão social.