Trabalho e seguridade social - percursos e dilemas
Passe o mouse na imagem para ver detalhes + Ampliar

Trabalho e seguridade social - percursos e dilemas

Elaine Behring, Maria Helena Tenorio de Almeida
  • Cód: 9788524914225

por R$ 63,00 2x de R$ 31,50 sem juros  

Disponível em Estoque. Entrega em 2 dias úteis para a cidade de São Paulo (para pedidos efetuados até as 11h; após este horário, entrega em 3 dias úteis).

Outras localidades: Grande São Paulo e Interior de SP: de 2 a 4 dias úteis. Outras Capitais: de 2 a 4 dias úteis. Interior de Outros Estados: de 5 a 15 dias úteis. Os pedidos serão atendidos conforme a disponibilidade de estoque.

  • Cortez Editora
  • Organizador: Maria Helena Tenorio de Almeida, Elaine Behring
  • ISBN: 9788524914225
  • Número de páginas: 256
  • Formato: 16.00 x 23.00
  • Peso: 380 gramas

SINOPSE Dentre as publicações existentes, o diferencial deste livro é a pluralidade das abordagens e o desvelamento de questões presentes no cotidiano da política pública brasileira, tais como: a relação entre acumulação e vida urbana, o antagonismo entre as lógicas da produção capitalista e da educação, os novos contornos das políticas da juventude e da assistência social e a (re)semantização das políticas voltadas para os pobres etc.

Elaine Behring

Elaine Rossetti Behring é professora adjunta do Departamento de Polítca Social da Faculdade de Serviço Social da UERJ. É doutora em serviço social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisas do Orçamento Público e da Seguridade Social (GOPSS/UERJ) e membro do Centro de Estudos Octávio Ianni (FSS/UERJ). Foi presidente do CFESS (1999/2002) e hoje é Diretora da Faculdade de Serviço Social da UERJ e autora de livros e diversos artigos na área da política social.
Dentre as publicações existentes, o diferencial deste livro é a pluralidade das abordagens e o desvelamento de questões presentes no cotidiano da política pública brasileira, tais como: a relação entre acumulação e vida urbana, o antagonismo entre as lógicas da produção capitalista e da educação, os novos contornos das políticas da juventude e da assistência social e a (re)semantização das políticas voltadas para os pobres etc.