Viva eu, viva tu, viva o rabo do tatu! (capa dura)
Passe o mouse na imagem para ver detalhes + Ampliar

Viva eu, viva tu, viva o rabo do tatu! (capa dura)

Lenice Gomes
  • Cód: 9788524917950

por R$ 42,00  

Disponível em Estoque. Entrega em 2 dias úteis para a cidade de São Paulo (para pedidos efetuados até as 11h; após este horário, entrega em 3 dias úteis).

Outras localidades: Grande São Paulo e Interior de SP: de 2 a 4 dias úteis. Outras Capitais: de 2 a 4 dias úteis. Interior de Outros Estados: de 5 a 15 dias úteis. Os pedidos serão atendidos conforme a disponibilidade de estoque.

  • Cortez Editora
  • Autor: Lenice Gomes
  • ISBN: 9788524917950
  • Número de páginas: 40
  • Formato: 21.70 x 28.70
  • Peso: 470 gramas

SINOPSE Viva eu, viva tu, viva o rabo do tatu! Viva a poesia que dança com parlendas e demais modalidades de poemas orais. Através do resgate de nossa cultura oral, a autora cria versos que dialogam com conhecidos trava-línguas e brincadeiras cantadas. Música, sonoridade e desafios brotam dos poemas que encantam a infância. Lenice junta meninos e meninas para se divertirem e aprenderem com a memória do povo.

Lenice Gomes

Lenice Gomes é professora e narradora de histórias, especialista em literatura infantojuvenil. Ministra oficinas, cursos e palestras em eventos nacionais e internacionais. Publicou mais de trinta livros (alguns altamente recomendáveis pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil [FNLIJ]). Co-organizou o livro Histórias de quem conta histórias ( Cortez Editora ). É curadora dos projetos Cia. Palavras Andarilhas e Noites de Histórias. É conselheira do Instituto Conta Brasil.
Blog: http://palavrasandarilhasrecife.blogspot.com
Viva eu, viva tu, viva o rabo do tatu! Viva a poesia que dança com parlendas e demais modalidades de poemas orais. Através do resgate de nossa cultura oral, a autora cria versos que dialogam com conhecidos trava-línguas e brincadeiras cantadas. Música, sonoridade e desafios brotam dos poemas que encantam a infância. Lenice junta meninos e meninas para se divertirem e aprenderem com a memória do povo.